+55 (41) 3107-3344

|

+55 (41) 99137-1831

|

@ibrafe.org

Título da Notícia

E agora, despenca?
06.02.2019

Mesmo vendendo um volume razoável no interior de Minas Gerais, de Goiás e do Paraná, ao que parece, por hora, o mercado encontrou seu teto. Se o comportamento histórico se repetir, pode haver algum pequeno e temporário recuo nas cotações. Se cair R$ 50, haverá uma corrida às compras. O possível pequeno recuo se deve porque momentaneamente boa parte dos empacotadores estão abastecidos. Claro que cerealistas estocados e produtores são quem podem alongar o período ou encurtá-lo. Ainda assim, ontem foram reportados negócios para nota 8 por R$ 345 e nota 9 até R$ 400/410.
O Feijão-rajado alcançou surpreendes R$ 450 em Paracatu, em Minas Gerais.
O Feijão-preto podia ser encontrado no Paraná desde R$ 350.

Fonte:Ibrafe

Guia de
Empresas

Escolha aqui seus parceiros de negócio e conheça as mais inovadoras empresas do setor Feijoeiro.

Saiba Mais

Notícias
Relacionadas

Negócios reportados

Negócios reportados
22.04.2019

Faça sua inscrição AQUI.

Ler Mais
Chuvas no Sul trazem incertezas

Chuvas no Sul trazem incertezas
22.04.2019

Haverá literalmente muita água passando por debaixo da ponte esta semana na Região Sul. Reforçará as incertezas que ainda pairam sobre o...

Ler Mais