+55 (41) 3107-3344

|

+55 (41) 99137-1831

|

@ibrafe.org

Título da Notícia

Supermercados são os vilões
26.03.2020

Supermercados começam a chamar a atenção com os preços do Feijão até 100% mais caro. Mas não foi esta a alta que ocorreu nas lavouras. Então, o que está acontecendo? Vamos relembrar que boa parte dos supermercados hoje em dia não tem um dono ou alguns sócios que são os proprietários. São de investidores que têm executivos para gerir o seu dinheiro em fundos de investimento. Para eles não importa se o investimento é em seu país ou em outro e não importa se é no ramo têxtil, agroquímico ou em lojas de varejo. Estes supermercados que têm estes investidores têm que entregar resultado. Não existe desculpa: ou entregam resultados satisfatórios ou os investidores mudam seu dinheiro para outros setores. Assim, diante do momento extremo em que as pessoas correram aos supermercados para buscar alimentos para sobreviver, o que menos se vendeu foi o que dá mais lucro para as redes de varejo. O consumidor não limpou as prateleiras de balas, doces, bebidas mais caras. Foi e é o básico que está vendendo. Então, o lucro tem que sair daquilo que está vendendo. Por isso os valores não estão batendo. O produtor vende o Feijão por R$ 300 e ele chega ao consumidor por R$ 600. Não é o empacotador que fica com uma margem maior do que o normal. Esta atitude prejudica a imagem do nosso setor. Poderemos ser vistos como aproveitadores. Precisamos reagir em redes sociais e não nos acomodarmos deixando que outros façam isto. Você que está lendo esse texto precisa fazer alguma coisa. Em 2016 foram criados e compartilhados memes para todo lado sobre o preço recorde do Feijão-carioca naquela ocasião e o resultado foi catastrófico, seja porque em seguida o superestímulo fez com que se plantasse demais ou porque parte dos consumidores buscou outras alternativas e demorou a voltar ao hábito do consumo de Feijões. O que fazer? Compartilhe toda e qualquer notícia positiva sobre o Feijão. Passe em suas redes de Whatsapp posts do IBRAFE ou de empacotadores que procuram mostrar que nós estamos solidários neste momento difícil e desmascare o varejo como puder. Denuncie ao político que você tem contato, chame o Procon, denuncie o supermercado, não aceite essa situação, pois quem irá pagar o pato poderá ser você, eu e quem mais que não buscar esclarecer. Os empacotadores são o para-choque e não podem denunciar sob pena de serem boicotados. Do ponto de vista da comercialização, o que pode estar acontecendo é o seguinte:…CONFIRA NA ÍNTEGRA AQUI.

Fonte: IBRAFE

Guia de
Empresas

Escolha aqui seus parceiros de negócio e conheça as mais inovadoras empresas do setor Feijoeiro.

Saiba Mais

Notícias
Relacionadas

Conab estima redução na produção de feijão em Mato Grosso

Conab estima redução na produção de feijão em Mato Grosso
29.05.2020

A Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) estimou uma redução na produção de feijão em Mato Grosso, na safra 2019/2020. De acordo com...

Ler Mais
Feijão: tendência é de preços em alta, diz consultoria

Feijão: tendência é de preços em alta, diz consultoria
29.05.2020

Relatório especial divulgado pela consultoria Cogo – Inteligência em Agronegócio aponta que a tendência é de sustentação dos preços do feijão carioca...

Ler Mais