+55 (41) 3107-3344

|

+55 (41) 99137-1831

|

@ibrafe.org

Apesar da chuva, agricultura tem danos irreparáveis, diz técnico do Deral
18.05.2021

Produtividade do feijão tem quebra de 35% e o milho perde 30% por causa da estiagem. Seca em abril foi a pior dos últimos 21 anos.

A chuva que caiu sobre Guarapuava e Região nos últimos dias amenizou as condições das lavouras de milho e feijão. Entretanto, os danos provocados pela falta de chuva são inevitáveis, segundo o técnico Dirlei Manfio, Secretaria de Estado da Agricultura (SEAB).

De acordo com Manfio, embora 40% da safra de feijão já estejam colhidos, o que resta no campo está em período de maturação. “Vamos colher nos próximos dias”. Mesmo assim, a estiagem prejudicou a produtividade. “Estávamos esperando colher 68 mil toneladas na Região de Guarapuava. Mas já reduzimos a expectativa para 44 mil toneladas”. Conforme Manfio, a quebra prevista soma 35% numa área plantada de 35,8 hectares.

Embora a área de cultivo do milho safrinha seja pequena na Região, com apenas 8,7 hectares, a expectativa de colheita girava em torno de 48 mil toneladas. Todavia, a quebra da produtividade será de 30% contra o esperado de 48 mil toneladas. “Como a maior parte da cultura está em frutificação [milho verde], com a chuva, as perdas ficam estabilizadas”.

CHUVA

Durante a quarta (5) e a quinta (6) da semana passada, choveu uma média de seis milímetros em Guarapuava. Já em Candói e Cantagalo esse número ficou entre 15 e 20 milímetros. Entretanto em Prudentópolis e Turvo não choveu, prejudicando ainda mais as lavouras de feijão. De acordo com Dirlei Manfio, em abril Guarapuava registrou apenas cinco milímetros de chuva.

“Foi o mês que menos choveu nos últimos 21 anos”. Conforme o técnico, em abril de 2020 choveu 41 milímetros. “A média de chuva para abril é entre 120 e 130 milímetros em anos anteriores”. Entretanto, em março o índice pluviométrico também ficou abaixo da média. “Só em janeiro choveu acima da média neste ano. Foram 252 milímetros quando o normal são 200 milímetros de chuva.

Fonte: https://portalrsn.com.br/noticias/apesar-da-chuva-agricultura-tem-danos-irreparaveis-diz-tecnico-do-deral/

Notícias
Relacionadas

Produtores e empacotadores perderam com Feijão no 1° semestre de 2021

Produtores e empacotadores perderam com Feijão no 1° semestre de 2021
12.08.2022

O aumento no custo de produção do Feijão tem colocado produtores em uma situação complicada. Muitos têm absorvido boa parte do reajuste...

Ler Mais
Obrigatoriedade da Rastreabilidade para os Produtos Vegetais que Possuem Padrão de Classificação

Obrigatoriedade da Rastreabilidade para os Produtos Vegetais que Possuem Padrão de Classificação
10.08.2022

O Decreto n° 6268/2007, que regulamenta a lei de classificação Lei n° 9.972/2000 e dispõe sobre a inspeção vegetal, está em consulta...

Ler Mais