+55 (41) 3107-3344

|

+55 (41) 99137-1831

|

@ibrafe.org

Breve resumo de 2020 sob a ótica do IBRAFE
30.12.2020

O ano que se encerra foi nada usual. O mundo se fechou por causa de uma pandemia assustadora. As coisas mudaram da noite para o dia e muita novidade aconteceu. Nunca se imaginava crianças não frequentando a escola. Colaboradores trabalhando em casa. Pessoas preocupadas com a saúde, tentando fazer tudo o que era possível para melhorar sua imunidade e, quem sabe, ficar longe da nova doença.

Consequentemente, a agricultura mudou, o mercado mudou. Podemos afirmar que não há quem não tenha sido afetado, de uma forma ou outra, pela pandemia.

No mundo do Feijão, além da pandemia, ocorreram outras novidades boas e outras que tiraram o sono de muita gente. Continuamos implorando por outorgas para irrigar e, por mais um ano, a maior parte delas ficou engavetada. Produzimos menos do que consumimos por causa do clima, da soja e do milho. Fomos surpreendidos por comunicadores incentivando confisco de Feijões e empacotadores sendo multados pelo MAPA por não ter rastreabilidade do produto. E os empacotadores estão examinando em laboratório se não há resíduos nos grãos. Os sementeiros agora passaram a ter certificação de suas sementes, trazendo garantias ao produtor. O Cadastro Geral de Classificação, que é feito através da ferramenta SIPEAGRO, tornou-se obrigatório e até agora são mais de 1.000 cadastrados. Chegamos à conclusão que não haverá Feijão para todo mundo em nosso país em 2021, o que torna o problema uma questão de segurança nacional.

Assim, mais do que nunca, o IBRAFE esteve ao seu lado, trabalhando por você. Participamos de em 83 reuniões on-line com Ministério da Agricultura, APEX, Adidos Agrícolas, CNA, Cooperativas, Produtores, Empacotadores, Cerealistas, Empresas de Insumos, Transportes, Bancos e Certificadoras, enfim, nós arregaçamos as mangas e não nos intimidamos. Consolidamos nossa posição de entidade única que congrega, orienta e defende a cadeia produtiva. E lembramos que você que nos apoia viabilizou o que produzimos.

O Fórum Brasileiro do Feijão, Pulses e Colheitas Especiais foi afetado pela pandemia, pois foi transferido por 2 vezes visto a situação não melhorar e evitar aglomerações era mais do que necessário. Esse importante evento acontecerá em 2021, entre os dias 17 e 19 de março. O evento de 2020 já contava com muitos inscritos que, para nosso orgulho, não quiseram o reembolso de seu investimento. A avassaladora maioria desejou manter sua inscrição em ato de apoio ao evento e ao IBRAFE, comprovando a importância deste que é o maior evento de Pulses e Colheitas Especiais da América Latina. Nosso muito obrigado por toda essa confiança!

Mesmo sem o Fórum, o mundo do Feijão e dos Pulses não ficou sem informações. O IBRAFE publicou seu Boletim ininterruptamente durante 2020. Nosso site continuou atualizado. Só na aba NOTÍCIAS foram publicados 147 artigos. Os grupos de WhatsApp funcionaram ativamente.

O site www.ibrafe.org teve mais de 308.000 acessos neste ano de 2020.

Participamos de reuniões a respeito da rastreabilidade e sobre resíduos no MAPA. Organizamos discussões com produtores e empacotadores a respeito desses assuntos, que estão avançando para a diminuição de efeitos negativos para os trabalhos com o Feijão.

O PNF – Preço Nacional do Feijão – registrou 3.670.428 milhões de sacas vendidas, enterrando de vez velhas referências manipuladas de preço.

O IBRAFE organizou conversas inéditas entre produtores e empacotadores para troca de ideias sobre consumo, a evolução do mercado e o comportamento do consumidor final.

Nas redes sociais, publicamos ao redor de 600 posts, 20% para incentivo de consumo, 20% para informações técnicas, 60% para informações de mercado. Foram posts no Instagram e no Facebook e cerca de 600.000 pessoas foram alcançadas por nossos posts.

Computamos milhares de citações na web e marcamos presença no site do GPC – Global Pulse Confederation – entidade que o IBRAFE participa como representante do Brasil.

Enfim, 2020 foi um longo ano que passou rápido demais. Aqui estamos nós, com um pé em 2021. O que o ano novo nos trará não temos ideia. Esperamos que nos traga boas notícias, no entanto, independente disso acontecer, o IBRAFE continuará trabalhando ativamente e defendendo os interesses de toda a cadeia do Feijão, dos demais Pulses e das Colheitas Especiais.

Nossas bandeiras continuarão sendo:

  1. Lutar arduamente contra a manipulação do mercado;
  2. Defender o preço justo do Feijão rastreado, remunerador para todos e acessível ao consumidor;
  3. Defender o aumento da produção e a diversificação do consumo de Feijão em todo o território nacional e além;
  4. Defender, acima de tudo, o Feijão, símbolo da nossa cultura, não apenas culinária;
  5. Para nós o Feijão é uma causa social. E essa causa vale uma vida…

Nosso muito obrigado e VIVA O FEIJÃO!

 

Marcelo Eduardo Lüders

   Presidente do IBRAFE

Notícias
Relacionadas

Entenda por que o arroz com feijão é melhor do que dietas famosas, inclusive para emagrecer

Entenda por que o arroz com feijão é melhor do que dietas famosas, inclusive para emagrecer
23.09.2022

Especialista explica que a dupla, presente nos pratos brasileiros desde a infância, dá saciedade e energias necessárias para as atividades diárias Atualmente, existem...

Ler Mais
É Realmente Importante Fazer a Calagem?

É Realmente Importante Fazer a Calagem?
21.09.2022

Por: Fernanda Chemim, Eng.ª Agrônoma, IBRAFE       O nitrogênio é o maior causador de acidificação dos nossos solos. Depois de um tempo tendo feito...

Ler Mais