+55 (41) 3107-3344

|

+55 (41) 99137-1831

|

@ibrafe.org

Título da Notícia

Feijão guandu é nutritivo, base para diversos pratos e funciona como adubo natural
22.09.2021

Comum em Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso e Tocantins, ele pertence a família das leguminosas e é rico proteínas

Dupla queridinha no prato dos brasileiros, o arroz e feijão é a base das refeições na maioria dos estados do país. Em geral, os feijões mais utilizados nessa mistura de sucesso são o preto e o carioquinha, mas em alguns locais outra espécia vem ganhando: o feijão guandu ou feijão andu.

”O guandu entra como uma planta-chave nos sistemas agroflorestais, para cobertura de solo”

Comum em Minas Gerais, Bahia, Mato Grosso e Tocantins, ele pertence a família das leguminosas e é caracterizado por ser muito nutritivo rico, por exemplo, em vitamina A. Além disso, ele tem um papel fundamental na agroecologia, funcionando como um importante adubo natural.

“O guandu entra como uma planta-chave nos sistemas agroflorestais e agroecológicos, para cobertura de solo. A planta tem uma raiz pivotante, que atua como se fosse um pivô mesmo, perfurando o solo com força e ajudando a entrar ar e água”, diz agricultor Guto Zorello, que cultiva a espécie.

Depois de cultivado, o feijão guandu é sucesso garantido nas refeições. Ele pode ser preparado da forma mais tradicional, para acompanhar o arroz, ou pode ser processado e dar origem a pratos menos convencionais, como hambúrguer vegetarianos, que mantêm seu valor nutricional. Quando verde, ele é uma boa alternativa para substituir ervilhas, já que possuí mais vitamina A. Ele ainda ajuda no reforço ao sistema imunológico e previne a anemia

“Assim como as outras leguminosas, eles são plantas ricas em proteína de origem vegetal, fibras, vitaminas do complexo B e minerais como ferro, zinco e cálcio. Eles tem alto teor de fibras, principalmente feijão imaturo”, reforça a nutricionista Ana Maria Bertolini.

E é exatamente por reunir todas essas propriedades nutricionais e, ao mesmo tempo, ser consumido em regiões específicas, que o feijão guandu ganha o título de Planta Alimentícia Não Convencional (PANC), como explica a também nutricionista Gabriela Rigote.

“Ele pode ser consumido, mas ele não é o convencional na alimentação do brasileiro. Ele fica muito restrito às regiões do Vale do Jequitinhonha e do Nordeste, mas sem grandes produções. O feijão guandu ainda não está presente na nossa cultura alimentar convencionalmente.

E que tal experimentar o feijão guandu na salada? A receita é simples, muito nutritiva e ideal para o verão:

Ingredientes

1 e 1/2 xícara de feijão guandu demolhado por 12h
1/2 cebola picada
2 tomates em cubinhos
4 raminhos de coentro ou salsinha com talos e folhas picados
1/4 xícara de pimentão amarelo em cubinhos
2 colheres de sopa de azeite
1 colher de sopa de suco de limão
Sal, pimenta-do-reino e cominho em pó a gosto

Modo de preparo

Cozinhe o feijão em água por 20 minutos ou até que fique al dente. Misture todos os ingredientes em uma tigela e tempere com sal, pimenta e cominho a gosto.

Fonte: https://www.brasildefato.com.br/2021/09/21/feijao-guandu-e-nutritivo-base-para-diversos-pratos-e-funciona-como-adubo-natural

Notícias
Relacionadas

Estudo da UFMG aponta que ‘arroz com feijão’ e azeite extravirgem reduzem inflamações em obesos

Estudo da UFMG aponta que ‘arroz com feijão’ e azeite extravirgem reduzem inflamações em obesos
07.12.2021

Pacientes com obesidade grave tiveram parâmetros inflamatórios reduzidos após 12 semanas de consumo de azeite extravirgem associado à dieta com padrão brasileiro...

Ler Mais
Estudo inédito avaliou feijão em Mato Grosso

Estudo inédito avaliou feijão em Mato Grosso
01.12.2021

Estado é é o quarto maior produtor brasileiro e cultiva carioca, caupi e preto. O Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), em parceria...

Ler Mais