+55 (41) 3107-3344

|

+55 (41) 99137-1831

|

@ibrafe.org

Ibrafe cria programa para reduzir pirataria de sementes de feijão
26.05.2021

O Instituto Brasileiro do Feijão e Pulses (Ibrafe) e a Ceptis Agro vão lançar nesta semana o Programa Semente Legal, de certificação da produção. Um selo identificará os produtos e integrará um sistema de rastreabilidade que, segundo seus idealizadores, poderá reduzir a pirataria do feijão no país.

Cerca de 90% das sementes de feijão e pulses usadas hoje no Brasil, um dos líderes na produção mundial, não são certificadas e nem têm origem conhecida, informa o Ibrafe. A certificação não será obrigatória e poderá ser feita por adesão voluntária das empresas interessadas.

Os produtores terão acesso a uma plataforma tecnológica na qual as semente serão cadastradas. Etiquetas codificadas, com códigos de segurança antifraude e tecnologias antifalsificação, vão informar a destinação das sementes e atestar sua qualidade. Lacres de segurança permitirão afixar as etiquetas às sacarias e bigbags das sementes.

Todo o processo poderá ser acompanhado por um aplicativo gratuito para smartphones, que terá um canal de denúncia com garantia de privacidade das informações.

De acordo com Philippe Ryser, CEO da Ceptis, a iniciativa contribui para a autorregulação do setor. Com ela, diz, será possível combater práticas de comercialização de sementes piratas, que prejudicam a produtividade e a segurança alimentar dos consumidores.

“Estamos implementando um modelo de negócio com uma referência de boas práticas de produção sustentável e monitoramento contínuo de diversos indicadores ambientais, sociais e econômicos. Isso reflete em todo o setor, que contará com um importante instrumento de combate ao comércio ilícito e à concorrência desleal e, principalmente, de proteção do consumidor”, afirmou, em nota.

Segundo o Ibrafe, uma semente fora do padrão pode causar queda na produtividade e disseminar pragas e doenças. “Precisamos fazer investimentos para termos o reconhecimento do melhor produto e a confiança que o mercado quer. O Semente Legal privilegia o produtor, diferenciando as sementes vendidas no mercado e legitimando nossas marcas como tecnicamente competentes e comprometidas com as boas práticas de produção. Queremos ter as melhores sementes do país. E as sementes certificadas certamente vão valer mais do que as outras”, diz Marcelo Lüders, presidente do instituto.

Fonte: https://valor.globo.com/agronegocios/noticia/2021/05/24/ibrafe-cria-programa-para-reduzir-pirataria-de-sementes-de-feijao.ghtml

Notícias
Relacionadas

Produtores e empacotadores perderam com Feijão no 1° semestre de 2021

Produtores e empacotadores perderam com Feijão no 1° semestre de 2021
12.08.2022

O aumento no custo de produção do Feijão tem colocado produtores em uma situação complicada. Muitos têm absorvido boa parte do reajuste...

Ler Mais
Obrigatoriedade da Rastreabilidade para os Produtos Vegetais que Possuem Padrão de Classificação

Obrigatoriedade da Rastreabilidade para os Produtos Vegetais que Possuem Padrão de Classificação
10.08.2022

O Decreto n° 6268/2007, que regulamenta a lei de classificação Lei n° 9.972/2000 e dispõe sobre a inspeção vegetal, está em consulta...

Ler Mais