+55 (41) 3107-3344

|

+55 (41) 99137-1831

|

@ibrafe.org

Título da Notícia

Outono – Comparamos InMet, MetSul e Rural Clima
13.05.2022

Por Fernanda Chemim, Eng. Agrônoma, IBRAFE

De acordo com o Inmet, uma intensa massa de ar frio deverá atingir grande parte do Brasil a partir de domingo (15/05), causando acentuada queda de temperatura em parte da Região Sul. A partir do dia 16, a massa de ar frio avança rapidamente pelas demais áreas do Sul, chegando ainda nas regiões Centro-Oeste e Sudeste. Eles afirmam que durante este período, as temperaturas poderão cair em torno de 10°C, entre a temperatura mínima de um dia para a mínima do outro, especialmente na Região Sul e no sul das regiões Centro-Oeste e Sudeste.
De acordo com a MetSul, em 2022, um mês antes da data astronômica, que é 21 de junho, o inverno vai começar a se instalar no Brasil. O mês de maio já vem apresentando anomalias de temperatura mínima perto ou acima da média na maior parte do Sul do Brasil e máximas abaixo da média em quase toda a região. Com o padrão atmosférico que se projeta, durante esta segunda quinzena de maio, a tendência é que muitas áreas do Sul do Brasil terminem o mês com temperatura próxima ou abaixo da média histórica. Como assinalado no prognóstico climático da MetSul para o outono de 2022 e informado aos associados do IBRAFE por meio dos Boletins Técnicos anteriores, a segunda metade de maio, historicamente, apresenta características mais próximas do inverno e será o caso deste ano. Esta incursão de ar firo, de acordo com eles, será mais forte até agora no ano e trará as menores mínimas de 2022 na maioria dos estados do Centro-Sul do Brasil. Há expectativas de marcas abaixo de zero nos municípios tradicionalmente mais frios e de geada em estados do Sul, Centro-Oeste e do Sudeste.
O frio será mais intenso entre os dias 19 e 21 deste mês, quando o ar frio vai progredir mais, mas já antes a temperatura vai estar baixa em estados principalmente do Sul, e o resfriamento é menos acentuado no período de 11 a 16 de maio. No entanto, persistiria o padrão de temperatura mais baixa na semana seguinte, entre os dias 21 a 26 de maio, com o registro de noites frias e geadas, especialmente no Sul do Brasil enquanto o Brasil Central teria maior aquecimento. Já na primeira quinzena de junho, uma nova massa de ar polar mais intensa pode atingir o Brasil, com queda acentuada da temperatura nos estados do Sul, Centro-Oeste e da Região Sudeste, mais uma vez provocando geada e mínimas perto ou abaixo de zero. Entretanto, haverá vários dias com temperaturas amena e alguns mais quentes à tarde no Brasil Central.
A MetSul associa a chegada desse frio antecipado ao evento La Niña e destaca que o evento será atipicamente prolongado, se estendendo por vários meses e é o mais intenso nesta época do ano em uma geração.
Já, de acordo com a Rural Clima, os modelos começaram a reagir na madrugada desta quinta-feira (13/05) e estão mostrando que a massa de ar polar está perdendo força, mesmo assim, as chances de geadas são grandes em regiões de alta altitude. A massa de ar polar, também, vai avançar sobre a Região Centro-Sul do Brasil, atingindo o norte de Goiás, norte de Minas Gerais e Mato Grosso, o que indica que a semana que vem será, realmente, uma semana extremamente fria.

Fontes: InMet, MetSul e Rural Clima.

Notícias
Relacionadas

Os benefícios das leguminosas e por que elas precisam ficar de molho

Os benefícios das leguminosas e por que elas precisam ficar de molho
23.05.2022

As leguminosas (feijões, lentilha, grão-de-bico) são muito bem-vindas em uma alimentação saudável, especialmente para quem busca emagrecer. Esses alimentos estão entre as...

Ler Mais
IDR-PR orienta sobre boas práticas na colheita de feijão

IDR-PR orienta sobre boas práticas na colheita de feijão
20.05.2022

Alimento básico da população brasileira, o Paraná tem neste ano cerca de 300 mil hectares cultivados com feijão segunda safra. O IDR-Paraná (Instituto...

Ler Mais