+55 (41) 3107-3344

|

+55 (41) 99137-1831

|

@ibrafe.org

Título da Notícia

Urbano Agroindustrial compra beneficiadora de arroz e feijão Broto Legal
10.05.2022

Por Fernanda Pressinott, Valor — São Paulo

A UBL Participações, dona da Urbano Agroindustrial, comprou a totalidade da empresa de beneficiamento de arroz e feijão Broto Legal, do empresário Washington Cinel. O valor do acordo não foi divulgado, e a conclusão do negócio ainda depende de aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade).

A Urbano é a quarta maior beneficiadora de arroz do país, segundo o Instituto Riograndense do Arroz (Irga), e também comercializa alguns tipos de farinha e pulses, como lentilha, grão de bico e feijão. Já a Broto Legal é a 38ª no ranking de beneficiamento de arroz.

Cinel é mais conhecido no ramo de segurança privada e terceirização de serviços por ser o fundador do Grupo Gocil, mas também tem negócios na produção de cana-de-açúcar e arroz e na criação de gado.

Em 2018, quando adquiriu a Broto Legal, Cinel disse que pretendia atuar em toda a cadeia de arroz – ele já mantinha fazendas do cereal em Uruguaiana (RS). Nos anos seguintes, o empresário investiu na melhoria das fábricas de processamento localizadas em Campinas e Porto Ferreira, ambas no interior de São Paulo, e na construção de nova unidade em Uruguaiana.

https://valor.globo.com/agronegocios/noticia/2022/05/09/urbano-agroindustrial-compra-beneficiadora-de-arroz-e-feijao-broto-legal.ghtml

Notícias
Relacionadas

Os benefícios das leguminosas e por que elas precisam ficar de molho

Os benefícios das leguminosas e por que elas precisam ficar de molho
23.05.2022

As leguminosas (feijões, lentilha, grão-de-bico) são muito bem-vindas em uma alimentação saudável, especialmente para quem busca emagrecer. Esses alimentos estão entre as...

Ler Mais
IDR-PR orienta sobre boas práticas na colheita de feijão

IDR-PR orienta sobre boas práticas na colheita de feijão
20.05.2022

Alimento básico da população brasileira, o Paraná tem neste ano cerca de 300 mil hectares cultivados com feijão segunda safra. O IDR-Paraná (Instituto...

Ler Mais