+55 (41) 3107-3344

|

+55 (41) 99137-1831

|

@ibrafe.org

Título da Notícia

Safra do Paraná escoa rapidamente
13.01.2021

Diversos produtores e empacotadores relataram negócios realizados ontem. Há produtores com Feijões que estão no limite máximo de armazenagem para alcançar um preço razoável, caso dos que têm Feijões nota 8 em Goiás e em Minas Gerais. No Paraná, os Feijões-carioca são vendidos por dois motivos: 1 porque consideram bons os preços entre R$ 260/270 por Feijões com algum tipo de defeito e 2 porque esta fácil vender agora. Há compradores na porta. Nem sempre a expectativa de que os preços podem ser ainda maiores norteia a decisão do produtor. Mesmo que Minas Gerais e Goiás, que colhem na sequência, confirmem área menores do que o histórico, vender sobre rodas nas lavouras sempre acaba tendo um atrativo especial. No caso do Feijão-preto, fluem bem também as vendas, produtores conseguiram manter os valores acima de R$ 250, chegando até a R$ 280 por lotes passados em pré-limpeza. Parte de tudo que está sendo colhido vai sendo plantado também, lá mesmo no Paraná. Aliás, o plantio da segunda safra já está a todo vapor e o Paraná estima plantar uma área 6% maior do que ano passado. O que fará, espera-se, a grande diferença será a produtividade. Estima-se no Paraná uma área de 237,3 mil hectares, 6% maior que a anterior, e uma produção em torno de 468,7 mil toneladas, 74% maior que a passada e isso se deve à estiagem que o Paraná enfrentou e que levou embora as chances de colheita. No entanto…

Se você é profissional do Feijão, produtor ou comerciante, seu lugar é no Clube Premier. Ganhe com informações privilegiadas!



IBRAFE